Em parceria com a Sesau, projeto Todos Contra o Aedes Aegypti é lançado em Alagoas

O lançamento do projeto Todos Contra o Aedes Aegypti foi lançado nesta sexta-feira (15), no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no bairro Jacarecica, em Maceió. A ação é uma iniciativa da Editora Ensinart e conta com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems/AL).

A ação tem o objetivo conscientizar os estudantes para que atuem com o propósito de evitar a proliferação do Aedes aegypti. Segundo a superintendente de vigilância em saúde, Cristina Rocha, o projeto irá envolver alunos das Redes Municipais de Ensino de 21 cidades de Alagoas.

“Essa iniciativa promoverá o conhecimento sobre prevenção, combate e ciclo de vida do mosquito de forma integrada ao currículo escolar. Com o conhecimento, os alunos atuam como multiplicadores do conhecimento em suas famílias e comunidades”, destacou Cristina Rocha.

Segundo o Panorama dos Casos de Arboviroses, no período de janeiro a agosto deste ano, foram confirmados 2.063 casos de dengue em Alagoas, contra 11.942 do mesmo período do ano passado. Quanto ao zika, também houve redução, sendo 86 este ano contra 3.690 de 2016. E com relação à chikungunya, foram confirmados 294 casos este ano em Alagoas, contra 8.074 do mesmo período do ano passado.

Escolha dos Municípios – A superintendente de Vigilância em Saúde salientou que os municípios foram escolhidos segundo critérios técnicos e com base no número de infecções registrados. De acordo com o supervisor de endemias da Sesau, Paulo Protásio, a integração entre diferentes esferas da sociedade é essencial para o sucesso no combate ao mosquito.

“O Aedes aegypti é responsável pela propagação de diversas mazelas como dengue, zyka e chikungunya. Com o esforço conjunto de profissionais da saúde e população, Alagoas está conseguindo superar, cada vez mais, esse desafio”, ressaltou Paulo Protásio.

Ascom – 16/09/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *