CPC apresenta esquema de policiamento para o jogo decisivo entre CSA e Tombense

O Comando de Policiamento da Capital (CPC) apresentou durante a manhã desta sexta-feira (22), no miniauditório do Quartel do Comando Geral (QCG), o planejamento do policiamento que será executado durante o segundo jogo entre CSA e Tombense, valendo uma vaga na Série B do próximo ano, que será realizado na próxima segunda-feira (25), às 20h45, no Estádio Rei Pelé.
A reunião contou com as presenças de representantes da torcida e direção do CSA, federação alagoana, imprensa e os oficiais que estarão comandando o policiamento da partida.
O comandante do Batalhão de Polícia de Eventos (BPE), tenente-coronel Davi Monteiro, será o responsável por guiar os 430 policiais militares que estarão destinados exclusivamente para fazer a segurança dos 17 mil torcedores previstos. Já o comandante do 1º BPM, major Rocha Lima, será o subcomandante. O policiamento externo ficará a cargo dos comandantes do RPMon e BPTran, tenente-coronel Ramon de Oliveira e major Felipe Lins, respectivamente.
“Foram selecionados oficiais altamente experientes e capacitados para este tipo de evento, não iremos permitir qualquer tipo de baderna, sabemos da importância deste jogo, não só para o CSA, mas também, para a imagem de todo o nosso Estado, já que ele será transmitido em rede nacional”, assegurou Davi Monteiro.
O efetivo policial se apresentará às 16h30, mesmo horário em que será feito o bloqueio do trânsito, por parte das equipes do BPTran e SMTT. Os portões abrirão às 17h30. Caso seja detectada superlotação do estádio, os portões serão fechados.
Cerca de 30 viaturas do Força Tarefa, em conjunto com o serviço ordinário, estarão realizando o policiamento em toda capital, com abordagens a ônibus e veículos particulares.
Por determinação judicial, menor de 18 anos só poderá entrar no estádio acompanhado de um responsável e portando documento oficial com foto. Cambistas que forem flagrados vendendo ingressos serão presos em flagrante. O videomonitoramento com 60 câmeras e o juizado estará funcionando dentro do Rei Pelé.
A PM orienta os torcedores para que cheguem cedo, pois haverá uma revista completa em todos os que forem adentrar a praça esportiva. Não será permitida a entrada de materiais como guarda-chuvas; armas de fogo e branca; capacetes; isqueiros e sinalizadores. Por outro lado, será admitida a entrada de cachecóis. Vale ressaltar, que dentro do estádio não haverá venda de bebida alcoólica.
Independente do resultado, a Polícia Militar estará atenta para exercer a segurança de toda população após o termino da partida. Em casos de comemorações com grande aglomeração de pessoas, guarnições de área, somadas as Forças Tarefas, estarão fiscalizando e realizando a segurança dos envolvidos.
Ascom – 22/09/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *