Carro da PM capota durante perseguição e mata duas mulheres no Recife

As vítimas, que estavam na calçada, foram atingidas pelo veículo e morreram no local. Policiais perseguiam motocicleta quando capotaram, no Morro da Conceição.

Um carro da Polícia Militar capotou durante uma perseguição, no fim da noite de sábado (7), no Morro da Conceição, Zona Norte do Recife. O acidente aconteceu próximo a um bar e duas mulheres, que estavam sentadas conversando em uma mesa, foram atingidas pelo veículo e acabaram morrendo.

A perseguição começou por volta das 22h30. De acordo com a PM, uma equipe fazia rondas no Alto José Bonifácio, quando um motociclista fugiu. Os policiais o perseguiram pelas ruas do bairro, seguindo até o Morro da Conceição, onde o motorista da carro perdeu o controle e acabou capotando, atingindo quatro pessoas.

Ângela Maria Laurentino de França, de 54 anos, e Maria das Dores da Silva, 65 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Ferida no acidente, Mônica Nascimento foi encaminhada para o Hospital da Restauração, no Derby, região central da capital. Segundo o marido dela, o taxista Wellington Vieira da Silva, ela passa por exames na manhã deste domingo (8).

O filho de Maria das Dores, o cozinheiro Luiz Alberto Cândido da Silva, estava próximo ao local da acidente quando tudo ocorreu. “Eu corri para ver o que era e, quando descobri, era com a minha mãe”, lamentou. Stênio André da Silva, zelador e irmão de Ângela, contou que na família, todos estão em choque com o ocorrido.

Os dois policiais tiveram ferimentos leves e foram encaminhados ao Hospital da Restauração e ao Agamenon Magalhães. Um dos policiais já teve alta. O Instituto de Criminalística foi acionado e fez a perícia do local.

Por meio de nota, a PM informou que o “Comando do 11º Batalhão determinou a abertura de Sindicância para apurar as circunstâncias do caso”. O caso também vai ser investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito, sob comando do delegado Newson Mota. O motociclista, alvo da perseguição, conseguiu fugir.

g1

08/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *