Cármen Lúcia já divergiu de ministro da Justiça sobre dados prisionais

Cármen Lúcia já divergiu de ministro da Justiça sobre dados prisionais

Na última vez em que conversaram sobre a situação dos presídios do país, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, divergiu do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes. Foi durante uma reunião sobre segurança pública, realiuzada no final de outubro no Itamaraty, na qual participaram os chefes dos Três Poderes e as principais autoridades relacionadas ao tema.

Na ocasião, Cármen Lúcia fazia um relato dramático sobre a situação dos presídios no Rio Grande do Norte quando o ministro fez um comentário: “Esses dados não correspondem com os que eu tenho”.

De pronto, a ministra, que havia visitado os presídios naquele estado, respondeu: “Esses números oficiais não têm relação com a realidade. Leveis esses mesmos dados ao RN mas a situação é bem diferente”, segundo relatos dos presentes.

Naquelas mesma reunião, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, chegou a apresentar um mapa do Brasil com as facções criminosas em todos os estados. Mesmo assim, segundo relatos, as demais autoridades não demonstravam ter noção da gravidade da situação.

Desde que Cármen Lúcia começou a visitar os presídios, ela tem alertado de que a situação iria explodir. Nesta quarta, a ministra se reuniu com Alexandre de Moraes para tratar de eventuais medidas a serem adotadas pelo Conselho Nacional de Justiça e outras instituições em resposta ao massacre no presídio de Manaus.

g1

04/01/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *