Banda de Música da PM e alunos do CPM abrilhantam desfile alusivo à Emancipação Política de Alagoas

Milhares de pessoas acompanharam o desfile cívico em comemoração a Emancipação Política de Alagoas, durante a tarde deste sábado (16), no bairro do Jaraguá, em Maceió. A Polícia Militar foi representada por seu Centro Musical, além dos alunos do Colégio Tiradentes (CPM), que abrilhantaram o evento, demonstrando a tradicional harmonia presente em suas apresentações.
A cerimônia abriu os festejos alusivos ao 200º aniversário do Estado de Alagoas, reunindo mais de 3000 alunos das redes pública e privada, que juntamente com mais 20 bandas de fanfarra, divididos em 27 pelotões, fizeram um espetáculo rico em música e dança pela Rua Sá e Albuquerque.
O vice-governador e secretário da Educação, Luciano Barbosa, representou o governador de Alagoas, Renan Filho, acompanhado do diretor-geral do CPM, tenente-coronel Carlos Azevedo.
Com o tema Alagoas tem história: 200 anos de Emancipação, os 150 alunos do Colégio da Polícia Militar, pertencentes as turmas do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio, recebiam os aplausos do público presente, que de igual forma, se encantavam com as canções exibidas pelo Centro Musical da PM por todo o trajeto.
A professora Gabriela Soares se encantou com a concentração e disciplina desempenhadas pelos alunos durante o desfile.
“Me admira ver a postura destes adolescentes, todos demonstrando um enorme respeito com o que estavam fazendo, o 16 de Setembro representa uma data histórica para o nosso Estado, é lindo ver o quanto nossos estudantes se alegram em poder participar desta comemoração”, relatou a educadora.
Já a aposentada Dalva Maria, disse ser fã da Banda de Música da PM e que se emociona sempre que a vê.
“Fico entusiasmada com as musicas apresentadas, desde pequena fui acostumada a participar destas festas tradicionais, e é sempre um prazer poder ver a exibição dos policiais militares”, garantiu a senhora.
Emancipação Política de Alagoas
O povoamento do território alagoano se processou lentamente, mas admite-se que sua formação se originou de três grupamentos básicos: Penedo, Porto Calvo e Alagoas (atual Marechal Deodoro). A região foi invadida por franceses no início do século XVI, sendo retomada pelos portugueses em 1535, sob o comando de Duarte Coelho, donatário da capitania de Pernambuco, que organizou duas expedições e percorreu a área fundando alguns vilarejos, como o de Penedo.
Também incentivou a plantação de cana-de-açúcar e a formação de engenhos. Em 1630, os holandeses invadiram Pernambuco e também ocuparam a região de Alagoas até 1645, quando os portugueses voltaram a conquistar o controle da região.
Em 1706 Alagoas é elevada à condição de comarca, primeiro passo para o alcance de sua autonomia. Em torno de 1730 a comarca possuía cerca de 50 engenhos, 10 freguesias e razoável prosperidade. A emancipação política aconteceu em 1817, quando a comarca foi elevada à condição de capitania.
Durante os períodos subsequentes, várias sublevações contra os portugueses se sucederam em Alagoas. A Primeira Constituição do Estado foi assinada em 11 de junho de 1891, em meio a graves agitações políticas, que assinalaram o início da vida republicana. Em 1839 a sede do governo foi transferida da antiga cidade de Alagoas (hoje Marechal Deodoro) para Maceió.
Ascom – 17/09/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *